Arábia Saudita: Overview

Arábia Saudita: a maior economia do médio oriente

 

Arábia Saudita 2Com apenas 84 anos de existência enquanto reino independente, a Arábia Saudita é hoje um dos actores de maior peso político e económico no Médio Oriente. Depois de séculos de reduzida relevância estratégica, a região que hoje identificamos com a Arábia Saudita conheceu o seu grande ponto de viragem na década de trinta com a descoberta de petróleo, que viria a transformar radicalmente o país.

Foi preciso fazer um longo caminho – desde logo no plano da unificação de território – até que a Arábia Saudita se conseguisse afirmar como potência hegemónica na Península Arábica tal como hoje a conhecemos.

Neste caminho, um marco central foi o Islão. Para além do seu significado religioso, o surgimento do Islão é acima de tudo um marco histórico e identificador nesta região e que muito influenciou a génese do país – pela mão da casa de Saud – a sua evolução e actual posicionamento regional. Acolhendo no seu território uma minoria xiita, a Arábia Saudita figura como país eminentemente sunita. De sublinhar ainda será o peso da população expatriada no país, cerca de 30% num total de 27,8 milhões de pessoas.

 

A Arábia Saudita de hoje é um país rico, moderno, desenvolvido, tecnologicamente avançado e em claro crescimento. Isso nota-se não apenas olhando o país em si, mas, e acima de tudo, quando se percebe o interesse crescente que desperta aos olhos dos investidores internacionais.

 

mapa-arabia-saudita-mundoTratando-se de um mercado do Médio Oriente, deverá ser sempre tida alguma cautela na análise de perspectivas e risco de investimento. Assim é face à precariedade do equilíbrio regional – aqui o pano de fundo será sempre a correlação política de forças entre as duas grandes potências regionais, a Arábia Saudita e o Irão; e à facilidade de uma escalada de tensões, que podem começar por ser religiosas e rapidamente resvalarem para o campo político – principalmente quando estão em causa regimes nos quais não há uma separação entre poder político e poder religioso – e que ao ritmo em que os mercados hoje em dia respondem, podem provocar grandes flutuações nos preços de matérias muito caras às economias do século XXI (petróleo e outras commodities), nos mercados financeiros etc. Tudo isto num contexto em que se joga um vasto conjunto de interesses regionais e internacionais.

Trata-se, por isso, de um país com dinâmicas internas e externas – de natureza política, securitária, estratégica, religiosa – que, na sua expressão prática e interacção, podem afectar o ambiente de negócios do país, a sua estabilidade, evolução, os seus graus de risco e de abertura ao exterior, etc. Ou seja, todo um conjunto de variáveis que têm o seu peso em decisões de investimento ou desinvestimento.

Ainda assim, a Arábia Saudita tem vivido, à excepção dos acontecimentos de 1979, uma enorme estabilidade interna nas últimas décadas, percorrendo uma trajectória orientada para uma modernização e afirmação do país cada vez mais maior. O país é membro do Conselho de Cooperação dos Estados Árabes do Golfo Pérsico, da Organização da Conferência Islâmica, membro do G20 e membro fundamental da OPEP.

  

Ser Associado da Câmara de Comércio significa fazer parte de uma instituição que foi pioneira do associativismo em Portugal.

 

Os nossos Associados dispõem do acesso, em exclusividade, a um conjunto de ferramentas facilitadoras da gestão e organização das respectivas empresas.