México - Overview

Desde há muito que o México vem merecendo atenção crescente por parte de investidores internacionais, dada a sua condição de grande produtor de petróleo, gás natural e vários minérios estratégicos. Trata-se de um país muito rico em matérias-primas. Mais recentemente, o México tem-se afirmado como potência industrial e sede para muitas empresas líderes a nível mundial no sector automóvel, das telecomunicações e para uma multiplicidade de indústrias transformadoras.

industria-automovel-mexico

Sendo actualmente o 13º maior exportador mundial, o país tem vindo a crescer, precisamente como exportador de produtos manufacturados. Este é também o 12º maior receptor de investimento directo estrangeiro em todo o mundo. A acrescentar a tudo isto, com um PIB estimado superior a USD 1,274 mil milhões (2019), o México apresenta-se como a 15ª maior economia do mundo - a 2ª de toda a América Latina e Caraíbas (ultrapassada apenas pelo Brasil) onde é responsável por mais de 23% do PIB da região - integrando o clube muito restrito de países com um PIB superior a 1 bilião de USD.

 

populacao-mexicanaA estabilidade política e macroeconómica que tem caracterizado a trajectória do país e a dimensão e potencial de crescimento do seu mercado interno - 11º maior país do mundo em termos populacionais - são outros dos factores que contribuem para a atractividade deste mercado. Assim como a sua população jovem, cada vez mais qualificada e uma classe média em crescimento. De notar que só entre classe média, média-alta e alta, estamos perante um mercado de cerca de 40 milhões de consumidores.

Do ponto de vista estratégico as vantagens também são claras. A começar pela pertença ao NAFTA - North America Free Trade Association - recentemente reformulado, reavivando as ligações aos mercados dos EUA e Canadá, 1ª e 10ª maiores economias do mundo, respectivamente. Também importante, a pertença à Asociación Latinoamericana de Integration (ALADI) que faz do México uma ponte privilegiada de ligação entre os mercados da América do Norte e os da América Central e do Sul. Ultrapassando os limites da região americana, de realçar a assinatura de acordos de livre comércio com mais de 50 parceiros espalhados por três continentes, tornando-se uma plataforma a partir da qual as empresas podem ter acesso a um mercado potencial de mais de um bilião de consumidores e que representa mais de 60% do PIB mundial.

 

É assim que, distanciando-se da realidade que o caracterizou no passado, o México faz hoje parte das maiores e mais abertas economias do mundo, com apenas alguns sectores considerados estratégicos ainda fechados às empresas e ao investimento privado externo.

marcelo-mexicoPortugal parece estar atento a esta realidade, com as relações políticas e institucionais a passarem por uma fase particularmente activa ao longo dos últimos cinco anos. De destacar a visita de Estado do Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa, em Julho de 2017, relançando o diálogo político ao mais alto nível, procurando dar um novo impulso às relações bilaterais entre Portugal e o México. Em Dezembro de 2018, foi a vez do Primeiro-Ministro António Costa se deslocar ao país, oficialmente para a tomada de posse do actual presidente, Manuel Lopez Obrador, mas numa visita que serviu também para reforçar a cooperação em áreas importantes como o comércio, o investimento, energia, inovação, empreendedorismo, TICs, indústria 4.0, economia azul, turismo etc.

Depois do Brasil, o México é o maior parceiro comercial de Portugal na América Latina. O comércio bilateral ascendeu a 482,5 milhões de euros em 2018, e o investimento acumulado de Portugal no México entre 1999 e 2018 foi de sensivelmente 165 milhões de euros. Por outro lado, foram quase 50 mil, os portugueses que visitaram o México em 2018, fazendo do país o segundo destino mais visitado por portugueses na América Latina, quando em 2014 esse número não ultrapassou os 20 mil.

Estes são alguns dos valores que traduzem a importância deste mercado para Portugal. E embora uma performance económica mais modesta nos últimos anos - em grande parte devido a uma conjuntura externa negativa (tensões com os EUA) - e algumas revisões em baixa quanto às previsões de crescimento do país - as mais recentes apontando para uma média inferior a 2% para os próximos cinco anos -, que podem refrear as expectativas de empresários e, consequentemente, a sua vontade de investir, este permanece um mercado com grande potencial para as empresas portuguesas. É preciso voltar a alertar para este potencial.

 

FACT BOX: MÉXICO

Localização geográfica: América do Norte, entre os EUA (norte) e a América Central - Guatemala e o Belize - a sul. Banhado pelo Golfo do México e Mar das Caraíbas (a Este), o Golfo da Califórnia e o Oceano Pacífico (a Oeste).

Capital: Cidade do México

Território: 1.943.945 Km2 (área terrestre)

População: 126,191 milhões (Banco Mundial, 2018)

Língua: Castelhano (+ 90%) e alguns dialectos locais

Moeda: Peso mexicano (MXN)

Ranking Doing Business Report 2020: 60/190 (- 6 posições)

Global Competitiveness Index 2019: 48/137 (- 2 posições)

Index of Economic Freedom-Heritage 2019: 66/180 (- 0,1 pontos)

PIB taxa de crescimento real: 1,3% (est. 2020, FMI)

 

México Riscos e Oportunidades

México Relações com Portugal e Potencial Exportador

 

Ser Associado da Câmara de Comércio significa fazer parte de uma instituição que foi pioneira do associativismo em Portugal.

 

Os nossos Associados dispõem do acesso, em exclusividade, a um conjunto de ferramentas facilitadoras da gestão e organização das respectivas empresas.