Arábia Saudita: Overview

Um país em transformação

A Arábia Saudita é um dos actores de maior peso político e económico em todo o Médio Oriente. Com um PIB estimado (2018) em 748 mil milhões de USD, o país afirma-se como a maior economia da região, respondendo por quase 27,5% do seu PIB. Acresce, que a abundância de recursos energéticos - sendo um dos maiores produtores e exportadores mundiais de petróleo - fez com que o país se tornasse um dos mais ricos e influentes a nível mundial. A desaceleração económica dos últimos anos, principalmente a partir de 2015 - na sequência do colapso do preço do crude no mercado internacional - não parece colocar em causa este quadro.

Verifica-se, aliás, uma ligeira melhoria no ambiente macro-económico, com perspectivas de crescimento entre 1,7% e 1,8% para 2018, de 1,9% para 2019 e 2020 e acima dos 2% para os anos seguintes.

Do ponto de vista político-religioso, guardião das duas mais importantes mesquitas do mundo islâmico (Meca e Medina), o papel do reino saudita é também preponderante.

Com um mercado consumidor de 31,8 milhões (onde mais de 30% da população são estrangeiros), a Arábia Saudita, tradicionalmente conservadora em termos políticos, religiosos e sociais, tem vindo a fazer uma trajectória orientada para uma crescente modernização, com a sua actual liderança apostada num país mais desenvolvido, cada vez mais competitivo - sendo já a 4ª economia mais competitiva do Médio Oriente, apenas ultrapassada por Israel, EAU e Qatar - tecnologicamente avançado e que a médio-longo prazo consiga situar-se entre as 15 maiores economias mundiais.

Neste contexto, ao longo do último ano o país levou a cabo um número recorde de reformas com vista à melhoria do seu ambiente de negócios, principalmente para as pequenas e médias empresas. O progresso tem sido notório e os esforços bem orquestrados e coordenados entre as várias agências do governo devem enviar um forte sinal aos investidores estrangeiros.

Os mais recentes acontecimentos parecem vir reforçar este cenário. Alterando a linha de sucessão, o rei Salman nomeou (Junho 2018) o seu filho, Mohammad bin Salman, 31 anos, como novo príncipe herdeiro. Desde então, tem sido desenvolvida uma forte campanha anti-corrupção e de combate aos velhos interesses das tradicionais oligarquias, e anunciado um ambicioso projecto de transformação económica que permita uma menor dependência do petróleo e o crescimento de outros sectores de actividade, para o que será central o desenvolvimento do sector privado. Trata-se de um ímpeto reformista tão forte que, se continuado nos próximos anos, poderá ser verdadeiramente transformador para o ambiente de negócios e até mesmo para as próprias estruturas do Estado e da sociedade saudita. Os investidores estão atentos.

 

FACT BOX:

Localização geográfica: Médio Oriente, entre o Golfo Pérsico (a Este) e o mar Vermelho (a Oeste), fazendo fronteira com o Iémen e Omã (a Sul), os EAU e o Qatar (a Este), a Jordânia, o Iraque e o Kuwait (a norte)
Capital: Riade
Território: 2.149. 690 Km2 (área terrestre)
População: entre 28,57 milhões (WFB est. 2017) e 31,8 milhões (BM)
Língua: Árabe (oficial)
Moeda: Rial (SAR)
Ranking Doing Business Report 2018: 92/190 ( + 2 posições)
Global Competitiveness Index 2017/2018: 30/137 (-1 posição)
Index of Economic Freedom-Heritage: 98/180 ( -4,8 pontos)
PIB taxa de crescimento real: 1,9% (est. 2019, FMI)

 

Riscos e Oportunidades

Relações com Portugal e Potencial Exportador

Ser Associado da Câmara de Comércio significa fazer parte de uma instituição que foi pioneira do associativismo em Portugal.

 

Os nossos Associados dispõem do acesso, em exclusividade, a um conjunto de ferramentas facilitadoras da gestão e organização das respectivas empresas.