Marrocos: Relações com Portugal e Potencial Exportador

No último ano, os fluxos comerciais entre Portugal e Marrocos registaram um aumento de apenas 3,1%, atingindo um total de 867 milhões de euros, valores um pouco aquém das expectativas, depois de em 2015 se ter assistido a um incremento na ordem dos 16%. Ainda assim, em termos absolutos, de 2007 a 2016, as trocas entre os dois países mais do que triplicaram, o que atesta o impulso significativo do comércio bilateral nos últimos nove anos. 

Na última década a balança comercial entre os países foi sempre positiva para Portugal e 2016 veio confirmar a regra. O aumento de 4,8% das exportações (que totalizaram 711,9 milhões de euros) contra uma diminuição de quase 4,4% das importações (que somaram 155,1 milhões de euros) contribuiu para mais um saldo positivo. Esta situação superavitária deverá manter-se, tendo em conta o maior dinamismo das exportações que, desde 2008, têm crescido a uma média de 18% ao ano, face a um crescimento de 10% das importações no mesmo período. relaçoescomportugal

Os primeiros sete meses de 2017 vieram reforçar o predomínio das exportações que, em relação a igual período do ano anterior, registaram uma subida de 19,3%, face a um aumento de apenas 3,3% das importações. 

Esta dinâmica exportadora resulta da crescente percepção pelos empresários portugueses das oportunidades que o mercado marroquino oferece. Se em 2007 eram 770 as empresas que vendiam para Marrocos, no último ano aquele número passou para 1307, o que significou um aumento de quase 70%. A subida de 10 posições do país no ranking de clientes neste mesmo período atesta a crescente relevância deste mercado para a internacionalização das nossas empresas. Marrocos é actualmente o 11º maior cliente de Portugal com uma cota de 1,4% (Jan-Jul, 2017)

A estrutura das nossas exportações nos primeiros sete meses de 2017 manteve-se praticamente inalterada face a 2016. Os combustíveis minerais continuaram a liderar (31,6%), seguidos pelas vendas de metais comuns (22,3%), máquinas e aparelhos (9,3%) e plásticos e borrachas (6,9%). Fruto de um aumento de 130% das vendas a Marrocos, os veículos e outros materiais de transporte vieram substituir a madeira e a cortiça no top 5 das exportações para o país.

Para além destes, as necessidades em termos de importações com capacidade de resposta portuguesa em termos de produção e exportação, fazem com que os sectores do têxtil, do vestuário, do calçado, das peles e couros se venham revelando especialmente pujantes. Com efeito, para a oferta portuguesa de produtos da fileira casa e moda, existem oportunidades crescentes, em grande parte, devido ao aumento da procura de bens de origem estrangeira, principalmente europeia, fruto do desenvolvimento de novos espaços comerciais nas principais cidades marroquinas. Poderão ainda existir outros nichos de oportunidade de negócio no sector alimentar, dos produtos agrícolas, dos químicos e dos instrumentos de óptica e precisão.   

Depois do sucesso da missão empresarial organizada no ano passado e que contou com o acompanhamento pessoal do então Secretário de Estado da Indústria e de ter estado novamente este ano com uma delegação de empresas em Marrocos, a Câmara de Comércio vai estar mais uma vez em Marrocos com uma missão empresarial, de 4 a 8 de Dezembro. Não perca esta oportunidade, consulte o programa completo da missão e reserve o seu lugar!

OVERVIEW
RISCOS E OPORTUNIDADES

Ser Associado da Câmara de Comércio significa fazer parte de uma instituição que foi pioneira do associativismo em Portugal.

 

Os nossos Associados dispõem do acesso, em exclusividade, a um conjunto de ferramentas facilitadoras da gestão e organização das respectivas empresas.