Têxteis e vestuário em contra ciclo

Numa altura em que são conhecidos os resultados do comércio internacional português relativos aos primeiros cinco meses de 2016, os sectores do têxtil e do vestuário registam um desempenho muito positivo, contrariando a tendência de queda das exportações. As vendas ao exterior neste sector saldaram-se em 2,1 mil milhões de euros, o que significa um aumento de 6%. Os resultados destacam-se ainda mais se olharmos as subidas de subsectores como o do vestuário em tecido (13%), o das matérias-primas de algodão, aqui considerando fios e tecidos (20%), o dos tecidos especiais e tufados (17%), o dos tapetes e demais revestimentos têxteis (12%), assim como o dos tecidos impregnados, revestidos e estratificados e outros artigos têxteis de uso técnico.

Ser Associado da Câmara de Comércio significa fazer parte de uma instituição que foi pioneira do associativismo em Portugal.

 

Os nossos Associados dispõem do acesso, em exclusividade, a um conjunto de ferramentas facilitadoras da gestão e organização das respectivas empresas.