Exportações portuguesas registam crescimento até Novembro

De acordo com dados do INE apresentados no início deste mês, as exportações portuguesas relativas aos primeiros onze meses de 2015 aumentaram 4,1% face ao período homólogo de 2014, totalizando 46,2 milhões de euros. No entanto, este valor não foi suficiente para compensar os 55,3 milhões de euros em importações – o que representa uma subida de 2,1% por comparação com o mesmo período homólogo – que fizeram com que a nossa balança comercial apresentasse um saldo negativo em cerca de 9 milhões de euros.

Segundo os dados apresentados, não há alterações significativas em relação aos nossos mercados de destino intra UE. Assim, Espanha mantém-se como o melhor cliente de Portugal com uma quota de quase 25%, seguida a longa distância da França (12%), da Alemanha (12%) e do Reino Unido (6,7%). A grande novidade surge fora do quadro europeu, com os EUA a ocupar o 5º lugar no ranking de clientes que, com uma quota de 5,2%, ultrapassou Angola, que assim deixou de ser o principal destino das exportações nacionais extra-UE.

Quanto aos nossos maiores fornecedores, também não existem flutuações significativas. Espanha continua a liderar as nossas importações com uma quota de 32,6%, seguida pela Alemanha, França e Itália responsáveis por 25,7% das importações nacionais. 

Ser Associado da Câmara de Comércio significa fazer parte de uma instituição que foi pioneira do associativismo em Portugal.

 

Os nossos Associados dispõem do acesso, em exclusividade, a um conjunto de ferramentas facilitadoras da gestão e organização das respectivas empresas.