Sectores prioritários da economia angolana

O Ministro da Economia de Angola, Abrahão Gourgel, declarou recentemente que irá ser submetida à Assembleia Nacional uma nova Lei do Investimento Privado, visando agilizar o investimento privado no país e tornando mais fácil o repatriamento de capitais, lucros e dividendos. De acordo com o novo projecto de Lei, “os investimentos até dez milhões de dólares passam a ser aprovados pelos departamentos ministeriais e os investimentos acima de dez milhões de dólares serão encaminhados para o titular do poder executivo”, afirmou. O “investidor estrangeiro passa a ser obrigado a ter uma parceria nacional numa percentagem de 35%”.

O Programa de Aceleração da Diversificação da Economia conta já com 36 projectos de investimento no valor de 22,7 mil milhões de dólares e que serão susceptíveis de criar cerca de 41 mil postos de trabalho.

Os sectores definidos como prioritários para a economia angolana são o turismo, telecomunicações e tecnologias de informação, logística e transportes, energia, águas e construção.

Ser Associado da Câmara de Comércio significa fazer parte de uma instituição que foi pioneira do associativismo em Portugal.

 

Os nossos Associados dispõem do acesso, em exclusividade, a um conjunto de ferramentas facilitadoras da gestão e organização das respectivas empresas.