Mauritânia

A Mauritânia é porventura o país menos conhecido da região, embora tenha mostrado bastante dinamismo nestes últimos anos. Assim, em 2013 viu o seu crescimento cifrar-se em 5,6%, sendo que para este ano se espera que fique nos 5,4%, o que muito se tem devido às actividades da agricultura, mineração e construção. Foram descobertos novos depósitos de ferro, o clima tem estado estável – o que é muito importante para o sector agrícola –, e recentemente foi assinado um acordo de pescas com a UE, de que Portugal pode vir a beneficiar.

A economia, no entanto, tem continuado a basear-se muito no sector energético, na produção offshore de petróleo e gás, tendo grande dificuldade em diversificar-se.

Sob o ponto de vista político e de segurança, o país tem vindo a ser muito ameaçado pelas forças terroristas da Al-Qaeda do Magreb (AQIM), que têm estado particularmente activas nos últimos tempos, o que se vem juntar às frequentes disputas étnicas entre Mouros e a população negra africana.

Para acabar, importa distinguir com uma nota positiva a descida para 10,1% do desemprego e para o progresso que tem havido nos domínios da educação, acesso a água potável e sanidade básica.


ARGÉLIA 

LÍBIA 

MARROCOS

MAURITÂNIA

TUNÍSIA 

Ser Associado da Câmara de Comércio significa fazer parte de uma instituição que foi pioneira do associativismo em Portugal.

 

Os nossos Associados dispõem do acesso, em exclusividade, a um conjunto de ferramentas facilitadoras da gestão e organização das respectivas empresas.