Novo Acordo Comercial entre a União Europeia e o MERCOSUL

A União Europeia e o MERCOSUL - bloco regional que integra a Argentina, o Brasil, o Paraguai e o Uruguai, num total de cerca de 780 milhões de consumidores - chegaram a um acordo político com vista à criação de um novo quadro regulador das relações comerciais entre as partes, através do qual se prevê a eliminação da maioria dos direitos aduaneiros sobre as exportações da UE com destino ao MERCOSUL, tornando as empresas do bloco comunitário europeu mais competitivas, ao permitir uma poupança estimada em 4 mil milhões de EUR de direitos/ano. O sector agro-alimentar europeu será um dos mais beneficiados, especialmente tratando-se das exportações de queijos e outros lacticínios (actualmente sujeitos a contingentes pautais na ordem dos 28%). No domínio industrial, o destaque vai para o sector automóvel, farmacêutico e do vestuário, actualmente sujeitos à aplicação de tarifas consideravelmente elevadas.

Para Portugal, o MERCOSUL representa o 3º maior parceiro comercial do país fora da UE. Mais de 1.780 empresas portuguesas exportam para a região, das quais 87% são PME, e cerca de 40 mil empregos são apoiados pelas exportações para este bloco regional. Boas notícias, especialmente para o sector agrícola nacional, abrindo-se mercados a uma maior exportação de vinhos, azeite e frutas portuguesas.

Veja a notícia completa aqui.

Ser Associado da Câmara de Comércio significa fazer parte de uma instituição que foi pioneira do associativismo em Portugal.

 

Os nossos Associados dispõem do acesso, em exclusividade, a um conjunto de ferramentas facilitadoras da gestão e organização das respectivas empresas.