Angola lidera mercados externos da indústria de construção

Em 2017 as construtoras portuguesas faturaram 5 mil milhões de euros no exterior, valor que representou um aumento de 10% face ao ano anterior. Cerca de 5,2 mil milhões de euros em novos contratos antecipam uma nova subida nos próximos exercícios.

As construtoras portuguesas estão presentes em 40 países, mas a geografia do negócio permanece, no essencial, inalterada. Os mercados africanos continuam a ser os mais relevantes, com Angola à cabeça. Em recuperação depois de os últimos anos terem sido de crise, o país continua a ser o principal mercado externo para a indústria nacional de construção, com as receitas a ultrapassarem os 1,40 mil milhões de euros no último ano, o que significou 28% da faturação do sector no exterior e uma subida de 22% face a 2016. Argélia e Moçambique são outros mercados de peso. Além de África, os números revelam que ao longo dos últimos anos as construtoras portuguesas consolidaram a sua presença na América Central, e no Sul da Europa, afirmando-se como grandes operadores europeus nestes mercados.

Ser Associado da Câmara de Comércio significa fazer parte de uma instituição que foi pioneira do associativismo em Portugal.

 

Os nossos Associados dispõem do acesso, em exclusividade, a um conjunto de ferramentas facilitadoras da gestão e organização das respectivas empresas.