acordo-UE-Vietnam

A Comissão Europeia adoptou, no passado mês de Outubro, os acordos de comércio e de investimento entre a UE e o Vietname abrindo, assim, caminho à sua assinatura e celebração.

As propostas de assinatura e celebração de ambos os acordos serão apresentadas ao Conselho e, uma vez autorizados pelo Conselho, serão apresentados ao Parlamento Europeu para aprovação. Após a aprovação o acordo de comércio poderá então ser concluído e entrar em vigor. O acordo de proteção do investimento, para entrar em vigor, deverá ser ratificado pelos Estados-Membros.

 

O Vietname, é uma das principais economias da ASEAN, com 95 milhões de consumidores e um crescimento económico superior a 6% nos últimos anos. É o segundo maior parceiro comercial da UE na ASEAN, a seguir a Singapura, com trocas comerciais de bens, em 2017, no valor de 47,6 mil milhões de euros e de 3,6 mil milhões de euros em serviços em 2016.

O acordo comercial irá eliminar 99 % dos direitos aduaneiros aplicáveis aos bens comercializados entre as duas partes, com o Vietname a eliminar 65 % dos direitos de importação sobre as exportações da UE, a partir da entrada em vigor do acordo, sendo os direitos remanescentes gradualmente eliminados ao longo de um período de 10 anos.

As exportações portuguesas para o Vietname têm ainda uma importância muito reduzida no contexto do comércio internacional português de bens. Em 2017 este país ocupou a 66ª posição no ranking de mercados clientes de Portugal, com as exportações de bens a totalizarem 31,9 milhões de euros. Ao nível das importações ocupou o 30º lugar com importações no valor de 283 milhões de euros. Entre os principais produtos portugueses exportados para este mercado destacam-se: máquinas e aparelhos; produtos químicos; veículos e material de transporte e produtos agrícolas. De acordo com os dados mais recentes do INE, 217 empresas portuguesas exportaram para este mercado em 2016.

Com a entrada em vigor do acordo comercial, prevista para o próximo ano, o comércio entre Portugal e este país tem grandes potencialidades para se desenvolver e irá proporcionar novas oportunidades para as empresas diversificarem os mercados de destino das suas exportações.

 

Mais informações sobre os principais elementos dos acordos de comércio e de investimento, poderão ser obtidas na página da Comissão Europeia através deste link.

Saiba como fazer parte da rede da Câmara de Comércio

 

Torne-se nosso associado

 

Apresentação Câmara de Comércio