talk-china

A política externa chinesa desenvolve-se num quadro de tensão entre os assuntos exteriores e os desafios internos. Na realidade, o gigante chinês é este paradoxo híbrido que se afirma como país desenvolvido em algumas zonas geográficas e sectores, mas como um país em desenvolvimento em muitos outros aspectos, incluindo grandes desafios como a desigualdade de rendimentos ou a poluição.

A China percebeu que o poder e crescimento económicos são cruciais tanto no plano interno como externo. Em poucas décadas conseguiu o que outras nações levaram séculos a realizar, tornou-se o principal beneficiário da globalização e o país que melhor aproveitou as suas oportunidades.

Actualmente, a China é o principal parceiro comercial de bens para mais de 70 países no mundo. É também o segundo país com mais patentes, tendo passado de 0,6% do mercado mundial, em 2005, para 42,4% em pouco mais de uma década, sendo igualmente o actual líder mundial de e-commerce.

 
Sabia que…

- Metade das empresas privadas na China foram criadas na última década;
- A classe média regista um grande crescimento e a riqueza está concentrada nas gerações mais jovens;
- É o maior investidor mundial em Investigação & Desenvolvimento, com mais de 1300 centros de investigação de excelência;
- Cerca de 70% dos estudantes chineses formados no exterior regressa ao seu país.

 

No entanto a China enfrenta divergências e desconfianças de diversos países, tem obstáculos de comunicação e mostra dificuldades de ir além do papel de financiador de projectos e infraestruturas. Assim, a China procura agora não apenas parceiros económicos, mas parceiros diplomáticos, que consolidem o relacionamento em várias vertentes e que contribuam para as suas aspirações enquanto actor global.

As relações com os Estados Unidos passam por uma fase fraturante o que pode favorecer a União Europeia.

Do lado europeu, países como Portugal, Espanha e Itália encaram o investimento chinês como uma oportunidade e não é por acaso que Portugal e Espanha foram escolhidos para pontos finais da visita oficial do Presidente chinês à Europa.

No caso português, ao longo da última década, as exportações portuguesas para a China quadruplicaram, enquanto o peso da China no PIB português triplicou.

O Clube de Lisboa e a CCIP – Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa organizaram a Lisbon Talk sobre “China’s Foreign Strategy and Europe” na manhã de 4 de dezembro de 2018, com o apoio do IMVF e da Câmara Municipal de Lisboa.

A Lisbon Talk contou com a participação de Jie Yu, investigadora do Royal Instiute for International Affairs (Chatham House) e Paulo Portas, vice-presidente da CCIP, sendo moderada por Raquel Vaz-Pinto, investigadora do IPRI – Universidade Nova de Lisboa e membro da direção do Clube de Lisboa.

 

 

Leia o artigo completo do Clube de Lisboa aqui.

 

Media

Diário de notícias

Expresso Online

Notícias ao Minuto 

TSF 

Fotografias: Gustavo Lopes Pereira, Âmago Media

 

Saiba como fazer parte da rede da Câmara de Comércio

 

Torne-se nosso associado

 

Apresentação Câmara de Comércio